Palavras do espaço
Anã branca Quando uma estrea como o Sol consumiu todo o combustível começa a colapsar. O material do núcleo da estrela é comprimido a uma bola diminuta chamada de anã branca.
Anã castanha As anãs castanhas são as chamadas "estrelas falidas". Ao contrário das estrelas nunca chegaram a ser suficiente quentes para emitir energia por "fusão nuclear".
Anã negra Anã negra é a última fase do ciclo de vida de uma estrela como o nosso Sol. Quando a estrela esfriou de tal forma que já não brilha transforma-se numa anã negra.
Anã vermelha É uma a estrela que é muito fria e pequena quando comparada com as outras estrelas. Estas estrelas são vermelhas devido à sua temperatura (as estrelas mais frias são vermelhas).
Ano-luz Um ano-luz é uma medida de distância. Um ano-luz é a distância que a luz percorre durante um ano: 9,4 biliões de quilómetros.
Asteroide Asteroides são pedaços de rocha e metal que restaram da formação do Sistema Solar. A maioria encontra-se entre Marte e Júpiter numa região a que chamamos Cintura de Asteroides.
Atmosfera Uma atmosfera é uma camada de gases que envolve um planeta. O oxigénio que respiramos encontra-se na atmosfera terrestre.
Átomos Os átomos são os tijolos de construção do Universo. Toda a matéria é formada por estas diminutas partículas chamadas átomos. O teu corpo contém biliões e biliões de átomos.
Big-Bang Há cerca de 14 milhares de milhões de anos todo o Universo estava contido numa bolha milhares de vezes mais pequena que uma cabeça de alfinete. Explodiu e nasceu o Universo.
Bilião Um bilião (em inglês, billion) é um milhar de milhões (1.000.000.000.000). Cuidado! No sistema português, o bilião corresponde a um milhão de milhões (1.000.000.000.000.000).
Bojo galáctico Numa galáxia em espiral o bojo é a sua zona central, de forma esférica. O bojo é formado de estrelas velhas, gás cósmico e poeira.
Buraco negro Os buracos negros formam-se quando uma estrela massiva morre e é comprimida a um espaço incrivelmente pequeno. A sua gravidade é tão intensa que faz desaparecer a luz.
Campo magnético Um campo magnético é uma área em redor de um íman onde se fazem sentir as forças atrativas e repulsivas que ele gera.
Chuva solar Tal como na Terra, por vezes chove no Sol. Só que esta chuva não é de água, mas de gás super-quente e carregado eletricamente, chamado plasma.
Cintura de asteroides A cintura de asteroides é uma região do nosso Sistema Solar situada entre Marte e Júpiter. Está densamente povoada por asteroides e planetas anões.
Cintura de Kuiper A cintura de Kuiper é uma zona fria e escura do nosso Sistema Solar, que se encontra para lá de Neptuno. Pensa-se que contém milhares de cometas, asteroides e objetos gelados.
Cometa Os cometas são formados por rocha, poeiras e gelo são conhecidos como "bolas de neve sujas". Vêm das regiões exteriores do Sistema Solar e viajam em torno do Sol.
Coroa solar A coroa solar é uma camada de gás abrasadoramente quente que rodeia o Sol.
Densidade A densidade é uma medida de quanto material tem um objeto. por exemplo uma bola e e um balão podem ter o mesmo tamanho mas a bola tem maior densidade.
Diâmetro O diâmetro é a medida da distância da parte mais larga do círculo ou da esfera. por exemplo o diâmetro da Terra é de 12.700 quilómetros.
Disco galáctico As galáxias em espiral têm forma de disco, como um CD, com um bojo central. Chamamos à região plana disco galáctico. É formado por gás, poeiras e estrelas jovens.
Disco protoplanetário Um Disco protoplanetário é um anel de gás e poeira cósmica que rodeia uma estrela muito jovem. Um dia o disco poderá formar um sistema de planetas e luas como o Sistema Solar.
Eclipse lunar Um "eclipse lunar" dá-se quando a Terra passa entre a Lua e o Sol, ficando a Lua completamente tapada pela sombra da Terra.
Eclipse solar Um "eclipse solar" dá-se quando a Lua passa entre o Sol e a Terra, bloqueando a luz solar.
Elementos Existe mais de uma centena de átomos diferentes a que chamamos de elementos químicos. Os átomos do mesmo elemento são idênticos. São exemplos de elementos o oxigénio, ferro e ouro
Energia escura Os astrónomos sabem a quantidade de energia escura que existe (aproximadamente 68% do Universo) porque sabem como ela afeta o Universo. Aparte esse facto, é um completo mistério!
Enxame de estrelas Um enxame de estrelas é um enorme grupo de estrelas juntas no espaço. Um enxame de estrelas pode conter algumas centenas ou muitos milhares de estrelas,
Enxames abertos Os enxames abertos são enormes grupos de estrelas que se formaram a partir da mesma nuvem de gás e poeira. Contêm vários milhares de estrelas fracamente unidas pela gravidade.
Enxames globulares Os enxames globulares são enormes grupos de estrelas unidos pela gravidade. Estes grupos estão às vezes formados por centenas de milhar, ou até milhões de estrelas.
Estação Espacial Internacional A Estação Espacial Internacional é o maior objeto em órbita da Terra que foi feito pelo Homem. É um laboratório espacial onde os astronautas vivem e fazem experiências científicas.
Estrela Uma estrela é uma bola gigante e massiva de gás quente que se mantém unida pela gravidade. A nossa estrela mais próxima chama-se Sol.
Estrela de neutrões Quando uma estrela de grandes dimensões alcança o fim da sua vida explode. O núcleo sobrevive à explosão, mas fica comprimido numa diminuta bola compacta, a estrela de neutrões.
Exoplaneta Um planeta extrasolar (ou exoplaneta) é um planeta que orbita uma estrela fora do nosso sistema solar.
Força Uma força é uma atração ou um afastamento de um objeto. Exemplos de forças são a fricção e a gravidade.
Galáxia Uma galáxia é um conjunto de estrelas, gases poeiras e outros materiais cósmicos. A nossa galáxia chama-se Via Láctea.
Galáxia anã As galáxias anãs são muito mais pequenas do que as galáxias normais. São formadas por alguns milhares de milhões de estrelas em vez de centenas de milhares de milhões.
Galáxia com surtos de formação estelar As galáxias com surtos de formação estelar são galáxias onde as estrelas se formam a um ritmo muito rápido, geralmente umas 10 000 vezes mais depressa do que numa galáxia normal!
Galáxia elíptica Existem três tipos de galáxias, que correspondem a formas diferentes. As galáxias elípticas têm a forma de bolas de rugby. São galáxias antigas, onde já não se formam estrelas.
Galáxia em espiral Existem três tipos de galáxias, que correspondem a formas diferentes. As galáxias em espiral são as mais belas, com longos braços de estrelas à volta de um brilhante bojo central.
Galáxia irregular Existem três tipos de galáxias, que correspondem a formas diferentes. As galáxias irregulares têm diferentes aspectos e tamanhos.
Gigante gasoso Júpiter,Saturno, Úrano e Neptuno são chamados gigantes gasosos por serem muito maiores do que os planetas interiores (terrestres) do Sistema Solar e serem formados por gás.
Gigante vermelha Quando uma estrela como o Sol consumiu todo o seu combustível, o hidrogénio, começa a crescer e a tornar-se mais vermelha transformando-se numa gigante vermelha.
Gravidade A gravidade é a força que atrai os objetos que têm massa. Mantém os teus pés no chão e a Terra e os restantes planetas a girar em torno do Sol.
Halo galáctico Cada galáxia está rodeada por uma auréola de material que inclui enxames de estrelas muito velhas, gás, poeira cósmica e até matéria escura.
Infravermelho O infravermelho é um tipo de luz invisível. O corpo humano, por ter calor, emite luz infravermelha, pelo que se podem usar detetores de infravermelhos em câmaras de visão noturna.
Júpiter Júpiter é o maior planeta do Sistema Solar, mais de 100 vezes maior do que a Terra! É feito de gás, que forma faixas de nuvens coloridas que se podem ver com um telescópio pequeno.
Lente gravitacional Estruturas massivas, como galáxias ou enxames de galáxias podem desviar a luz de objetos que estão atrás devido à sua gravidade. Este fenómeno é chamado de "lente gravitacional".
Lua uma lua é um satélite natural que orbita um planeta. A maioria dos planetas do Sistema Solar tem pelo menos uma lua como a Terra, outros têm dezenas de luas.
Luz visível Este é o único tipo de luz que é detetado pelos nossos olhos. A luz visível contém todas as cores do arco-íris.
Marte Marte é também designado como planeta vermelho. É um dos nossos vizinhos cósmicos, e o único planeta no Universo conhecido cuja população é composta unicamente por robôs!
Massa massa é a quantidade de matéria que um corpo possui. A massa não varia ao contrário do peso. O peso resulta da força da gravidade e varia consoante o seu valor.
Matéria escura A matéria escura é um material misterioso que deve o seu nome ao facto de não emitir nenhuma luz. Existe cinco vezes mais matéria escura no Universo do que matéria normal.
Meio interestelar O meio interestelar é o material existente no espaço entre as estrelas. Inclui principalmente gás e poeira cósmica.
Mercúrio Mercúrio é o planeta mais próximo do Sol, e o mais pequeno do Sistema Solar. É pouco maior do que a nossa Lua, e parece-se muito com ela - é rochoso e coberto de crateras. 
Meteorito Se um meteoroide, cometa ou asteroide cai na Terra chama-se um meteorito. Por ano entram na nossa atmosfera cerca de 15 000 toneladas de meteoritos e outras poeiras espaciais.
Meteoro Quando um meteoroide entra na atmosfera da Terra forma uma luz a que chamamos meteoro ou "estrela cadente".
Meteoroide Um meteoroide é uma rocha pequena que viaja através do espaço. Os meteoroides são muito mais pequenos que os asteroides, o seu tamanho varia entre um grão de arroz e um metro.
Microondas As microondas são um tipo de luz invisível. São boas para enviar mensagens de um lugar para outro porque as microondas viajam através da chuva, da neve ou das nuvens.
Milhão Um milhão são mil vezes mil (1.000.000).
Moléculas Uma molécula é uma partícula formada por dois ou mais átomos. Por exemplo a molécula de água é formada por dois átomos de hidrogénio e um átomo de oxigénio.
Nebulosa Uma nebulosa é uma nuvem de gás e poeira que se encontra no espaço. Algumas são restos de estrelas mortas outras são lugares onde nascem estrelas.
Nebulosa planetária As nebulosas planetárias não têm a ver com planetas. São nuvens de gás e poeira cósmica criadas quando uma estrela como o nosso Sol expula as suas camadas mais externas.
Nebulosas de reflexão As nebulosas de reflexão são nuvens de poeira que refletem a luz das estrelas próximas. Estas nuvens são normalmente de cor azul.
Nebulosas e emissão As nebulosas de emissão são nuvens de gás e poeira cósmica aquecida pelas estrelas próximas. Quando as nuvens esfriam começam a brilhar (como acontece com a luzes de néon).
Nebulosas escuras As nebulosas escuras parecem buracos no céu, pois são completamente negras. Mas não estão vazias: são espessas nuvens de gás e poeira cósmica que bloqueiam a luz.
Neptuno Neptuno é o planeta mais distante do Sol, e leva mais de 60.000 dias a completar uma órbita! Tal como Júpiter, Saturno e Úrano, é um planeta gasoso.
Nuvem de Oort A maioria dos astrónomos pensa que a Nuvem de Oort é uma zona esférica gigante e gelada, formada por cometas e que envolve o nosso Sistema Solar.
Objetos Messier O catálogo de Messier é uma lista de 110 objetos cósmicos criada pelo astrónomo francês Charles Messier em 1700.
Objetos próximos da Terra Um objeto próximo da Terra (NEO na abreviatura em inglês) é qualquer pequeno objeto do Sistema Solar, como um asteroide ou cometa, que viaja próximo da Terra.
Ondas gravitacionais As ondas gravitacionais são criadas por fenómenos cósmicos violentos, como uma estrela que explode ou dois buracos negros que chocam. São ondulações do espaço-tempo.
Órbita Uma órbita é o trajeto seguido pelos objetos cósmicos, satélites e até naves espaciais. Por exemplo, a Terra demora 365 dias (um ano) a completar uma órbita em torno do Sol.
Planeta Um planeta como a Terra ou Júpiter é um objeto grande que gira à volta de uma estrela, como o Sol. Um planeta não possui luz própria.
Planeta anão Um planeta anão é um objeto do Sistema solar maior do que um cometa ou asteróide mas menor do que um planeta. O nosso Sistema Solar tem cinco planetas anões, incluindo Plutão.
Planetas terrestres Mercúrio, Vénus, Terra e Marte são os chamados planetas terrestres. Estes quatro planetas são rochosos e de tamanho semelhante à Terra (embora mais pequenos).
Poeira cósmica A poeira cósmica existe no espaço e é formada por pequenas partículas sólidas, por vezes também chamadas pó de estrelas. Podias colocar dezenas delas na cabeça de um alfinete.
Pulsar Os pulsares são estrelas extremamente compactas que giram centenas de vezes por segundo. Os pulsares emitem ondas de rádio que chegam até nós, pulsando como a luz de um farol.
Rádio As ondas de rádio são um tipo de luz invisível. São sobretudo utilizadas em comunicações, para enviar sinais entre locais afastados. São usadas por telemóveis e televisões.
Raios gama Os raios gama são um tipo de luz invisível, o mais energético de todos. São produzidos pelos fenómenos mais violentos do Universo, como as explosões de supernovas.
Raios X Os raios X são um tipo de luz invisível. Podem atravessar tecidos moles como a pele ou os músculos, e por isso são utilizados nas radiografias dos ossos.
Remanescente de supernova O remanescente de supernova é uma nuvem de gás e poeira cósmica formada pelos restos da explosão violenta de uma estrela massiva. É o que sobra da pobre estrela.
Robot Um robot é uma máquina controlada por um computador. podemos ensinar-lhe a fazer muitas coisas diferentes como limpar uma carpete, controlar um telescópio ou construir um carro.
Satélites artificiais Colocaram-se em órbita muitos satélites artificiais. Realizam várias tarefas como recolha de informação, ajudar a comunicar e a navegar.
Satélites naturais Existem dois tipos de satélites: naturais e artificiais. Os satélites naturais são objetos cósmicos que circulam em torno de outros objetos cósmicos, como a Lua.
Saturno Saturno é o sexto planeta a contar do Sol, e muito provavelmente o mais belo de todos. É famoso pelos seus anéis brilhantes, feitos de gelo, rochas, e partículas mais pequenas.
Sistema binário Quatro em cada cinco pontos de luz no céu não são uma estrela mas sim duas ou mais, orbitando-se uma(s) à(s) outra(s). A um sistema com duas estrelas chamamos sistema binário.
Sistema Solar O Sistema Solar é formado pelo Sol e tudo o que se move à sua volta. Existem oito planetas, cinco planetas anões, muitas luas, cometas, asteroides e meteoroides.
Sol O Sol é uma estrela, É o centro do nosso Sistema Solar girando tudo à sua volta. Sem a luz e o calor do Sol não existiria vida.
Supernova Chama-se supernova à morte explosiva de uma estrela massiva. Este é um dos fenómenos mais energéticos do Universo e é tão luminoso que pode brilhar mais do que uma galáxia inteira.
Telescópio É um instrumento utilizado para ver objetos que são muito longe. Os telescópios são muito utilizados para ver planetas, estrelas e galáxias distantes.
Terra A Terra é o maravilhoso planeta a que chamamos casa; é o único sítio no Universo onde existe vida (pelo menos, que nós saibamos). 
Ultravioleta O Ultravioleta (conhecido abreviadamente por UV) é um tipo de luz invisível. As ondas de UV têm muita energia. Os raios UV do Sol são capazes de produzir danos graves na pele.
Unidade astronómica Uma unidade astronómica é a distância média entre o centro do Sol e o centro da Terra (cerca de 150 milhões de quilómetros).
Universo O Universo é tudo o que existe, planetas, estrelas, galáxias e os vários objetos da Terra e o espaço.
Úrano Úrano é um planeta gasoso, azul e frio, que está muito longe do Sol. Ao contrário dos outros planetas, Úrano está deitado de lado, e é o seu Pólo Sul que está virado para o Sol.
Vénus Vénus é o segundo planeta a contar do Sol, e o mais quente do Sistema Solar. É um gémeo da Terra quanto ao tamanho, mas está coberto por vulcões antigos!
Via Láctea A Via Láctea é a galáxia em que vivemos. O nosso Sol é uma entre cem mil milhões de estrelas da Via Láctea.

Ainda com curiosidade? Aprende mais...

O que é o Space Scoop?

Descobre mais Astronomia

Inspirando uma nova geração de Exploradores Espaciais

Amigos do Space Scoop

Contacta-nos

This website was produced by funding from the European Community's Horizon 2020 Programme under grant agreement n° 638653