O Maior Olhar do Universo
24 de Janeiro de 2014

A capacidade de ver coisas para lá do que a vista humana consegue alcançar sempre fascinou as pessoas. Desde a invenção do telescópio, há cerca de 400 anos, até hoje, muitos tipos e tamanhos de telescópios diferentes têm sido construídos para diferentes utilizações.

Apesar de existir alguma controvérsia em relação à construção do primeiro telescópio, considera-se que os holandeses foram os primeiros a tentar patentear e comercializar este instrumento, que era utilizado para avistar os navios inimigos à distância. Nessa época, os telescópios eram lunetas rudimentares, formadas por duas lentes polidas e alinhadas em cada uma das extremidades de um tubo, e com fraco poder de ampliação.

A primeira pessoa a apontar uma luneta para o céu noturno foi o famoso cientista Galileo Galilei. Com o seu telescópio, Galileo tornou-se a primeira pessoa a observar alguns objetos extraordinários do nosso Sistema Solar, incluindo as crateras da Lua e as quatro maiores luas de Júpiter.

Tal como há 400 anos, os astrónomos modernos usam telescópios para revelar os segredos que estão escondidos ao olho humano. Um dos exemplos é o telescópio VST, que tem observado as profundezas da nossa galáxia, a Via Láctea. O VST é um telescópio de rastreio usado para mapear a nossa vizinhança cósmica de forma a ajudar-nos a compreender a sua formação.

Esta nova imagem de um dos objetos mais impressionantes da Via Láctea - a Nebulosa da Lagoa -demonstra a impressionante capacidade do VST para produzir fotografias panorâmicas (de amplas regiões). A Nebulosa da Lagoa é uma nuvem gigante de gás e poeira cósmica que se estende por 100 anos-luz. O que é cerca de 5 milhões de vezes mais do que a distância entre o Sol e a Terra!

O VST é um telescópio de rastreio, que pode observar grandes zonas do céu de uma única vez. Está concebido para captar grandes quantidades de informação do céu na sua totalidade, e estes dados são colocados à disposição de quem os queira estudar.

Facto curioso

O VST está atualmente envolvido em três rastreios, ajudando a descobrir o mistério da matéria negra, procurando objetos raros, aprendendo sobre as origens da nossa galáxia, e muito mais!

This Space Scoop is based on a Press Release from ESO.
ESO

Tradução: Paula Furtado (NUCLIO - Núcleo Interactivo de Astronomia)

Imagem
Versão para imprimir
Mais space scoops

Ainda com curiosidade? Aprende mais...

O que é o Space Scoop?

Descobre mais Astronomia

Inspirando uma nova geração de Exploradores Espaciais

Amigos do Space Scoop

Contacta-nos

This website was produced by funding from the European Community's Horizon 2020 Programme under grant agreement n° 638653