Mais de 200 milhões de estrelas mapeadas!
16 de Setembro de 2014

Há pouco mais de 100 anos, qualquer que fosse o lugar onde estivesse na Terra, poderia erguer os olhos para o céu noturno e ver milhares de estrelas cintilantes.

Hoje em dia, as luzes elétricas das cidades e vilas bloqueiam a maior parte da luz das estrelas, deixando visíveis apenas umas quantas estrelas mais brilhantes. Com mais de metade da população mundial a viver nas cidades, três em cada quatro pessoas nunca experimentaram a magia de um céu realmente escuro.

Mas se tiver a sorte de visitar um parque deserto numa noite límpida poderá ver a espetacular faixa resplandecente da Via Láctea a cruzar o céu. É esta a vista que temos da nossa galáxia quando olhamos através do seu disco.

Como o nosso Sistema Solar se encontra no bordo exterior da Via Láctea, podemos olhar para o centro da galáxia e ver a maioria das estrelas (conjuntamente com muitas nuvens de gás e poeira).

Utilizando apenas os seus olhos é difícil de ver estrelas individuais nas zonas mais “congestionadas” da Via Láctea, mas os telescópios conseguem-no!

Usando um grande telescópio (com um espelho de 2.5 m), os astrónomos conseguiram criar este extraordinário mapa detalhado da metade norte da nossa galáxia. O mapa indica a posição de 219 milhões de estrelas individuais!


Facto curioso

A metade norte da nossa galáxia contém mais de 219 milhões de estrelas. No entanto o novo mapa não inclui estrelas que sejam um milhão de vezes mais débeis do que as que se conseguem ver a olho nu.


This Space Scoop is based on a Press Release from RAS.
RAS

tradução: Paula Furtado (NUCLIO - Núcleo Interactivo de Astronomia)

Imagem
Versão para imprimir
Mais space scoops

Ainda com curiosidade? Aprende mais...

O que é o Space Scoop?

Descobre mais Astronomia

Inspirando uma nova geração de Exploradores Espaciais

Amigos do Space Scoop

Contacta-nos

This website was produced by funding from the European Community's Horizon 2020 Programme under grant agreement n° 638653