Um Assustador Sopro Estelar
20 de Agosto de 2014

Esta espetacular imagem do espaço contém tantas estrelas brilhantes que nos dá a ideia de alguém ter espalhado brilhantinas pelo céu! Esta pequena zona da nossa galáxia contém milhares de milhares de estrelas e as duas manchas brilhantes ao fundo da imagem estão a produzir muitas mais!

À direita encontra-se um conjunto de nuvens de gás brilhantes chamado NGC 3576. A escura ondulação das nuvens esconde centenas de estrelas recém-nascidas e em formação.

À esquerda encontra-se um enxame muito brilhante chamado NGC 3603. Este enxame é famoso por ter a maior concentração de estrelas maciças descobertas na nossa galáxia até agora! (Há cerca de 1300 enxames estelares na Via Láctea.)

Outra das características que o torna particularmente fascinante encontra-se no seu centro. Lá encontra-se escondido um sistema de quatro estrelas maciças, unidas pela força da gravidade.

Estas quatro estrelas são o que chamamos estrelas Wolf-Rayet, em homenagem aos dois astrónomos franceses que delas fizeram a primeira observação. Cada uma é um verdadeiro monstro, com uma massa superior a 20 vezes a do nosso Sol, e uma temperatura cinco vezes mais elevada!

Embora se pense que as estrelas Wolf-Rayet sejam bastante comuns em todo o Universo, vivem vidas tão curtas que raramente nos deparamos com elas. Em toda a Galáxia apenas se encontraram 500 exemplares destas estrelas.

A triste história destas estrelas é que estão condenadas a viver apenas uns milhões de anos antes de terminarem a sua vida em glória, na violenta explosão de uma supernova. (Muito pouco, quando comparado com os milhares de milhões de anos que o nosso mais calmo e estável Sol viverá). Mas o pior de tudo é que o seu fim recai rapidamente sobre elas!

As estrelas Wolf-Rayet são as "cidades ventosas" do espaço, soprando rajadas de vento estelar muito mais fortes do que as de uma estrela média. Infelizmente para elas, estes ventos lançam enormes quantidades do seu material para o espaço. Em resultado, uma estrela Wolf-Rayet perde em cada ano material suficiente para criar três novas Terras!

Facto curioso

A estrela de maior massa conhecida no Universo é uma estrela Wolf-Rayet. A esta estrela da classe dos pesos- pesados ​​foi dado o nome incrivelmente insípido de 'R136a1', e é cerca de 265 vezes mais maciça do que o Sol!

This Space Scoop is based on a Press Release from ESO.
ESO

Tradução: Paula Furtado (NUCLIO - Núcleo Interactivo de Astronomia)

Imagem
Versão para imprimir
Mais space scoops

Ainda com curiosidade? Aprende mais...

O que é o Space Scoop?

Descobre mais Astronomia

Inspirando uma nova geração de Exploradores Espaciais

Amigos do Space Scoop

Contacta-nos

This website was produced by funding from the European Community's Horizon 2020 Programme under grant agreement n° 638653