Alerta Vermelho de uma Estrela Próxima
7 de Março de 2014

Visto do conforto do dia-a-dia das nossas vidas, sentimos frequentemente que o espaço está muito longe. Mas quando pensamos um pouco mais, apercebemo-nos de que a Terra é parte do espaço. O nosso planeta gira através do espaço, tal como outros planetas, estrelas e até galáxias. Além disso, é também constituído pelos mesmos materiais básicos ou “matéria”, razão pela qual encontramos os mesmos materiais no espaço e em “casa”.

Os astrónomos acabaram de observar grandes quantidades de um destes materiais - monóxido de carbono -, em redor de um estrela chamada Beta Pictoris. O monóxido de carbono é um composto químico que encontramos na Terra e que resulta de algumas combustões, tais como os incêndios florestais e a atividade vulcânica.

Beta Pictoris está rodeada por um grande disco de poeira e gás cósmico, que contém no seu interior um planeta. Foi a partir desse disco de poeiras que este planeta se formou.

Novas observações mostram que o disco contém grandes quantidades de monóxido de carbono. Porque razão é isto interessante? Bom, este gás é fácil e rapidamente destruído pela luz da estrela. Então porque razão ainda não desapareceu?

Os astrónomos acreditam que o monóxido de carbono é constantemente libertado no interior do disco de poeiras por cometas, asteróides e pequenos planetas. Todos eles devem conter grandes quantidades de monóxido de carbono, que se liberta para o disco quando estes objetos se destroem ao chocar uns com os outros.

Tal como a água, o monóxido de carbono pode existir em diferentes estados físicos. Dentro dos cometas e asteróides está congelado, no estado sólido, da mesma forma que a água se transforma em gelo quando as temperaturas são muito baixas. No disco, o monóxido de carbono está na forma de gás, semelhante ao vapor que se liberta das bebidas quentes.

Uma quantidade tão grande de gás à volta de Beta Pictoris significa que em cada cinco minutos um grande cometa deve ser completamente destruído!

Facto curioso

É uma sorte para nós que esta nuvem de monóxido de carbono se encontre tão distante, pois quantidades elevadas deste gás são extremamente tóxicas para os seres humanos e outros animais.

This Space Scoop is based on a Press Release from ESO.
ESO

tradução: Paula Furtado (NUCLIO - Núcleo Interactivo de Astronomia)

Imagem
Versão para imprimir
Mais space scoops

Ainda com curiosidade? Aprende mais...

O que é o Space Scoop?

Descobre mais Astronomia

Inspirando uma nova geração de Exploradores Espaciais

Amigos do Space Scoop

Contacta-nos

This website was produced by funding from the European Community's Horizon 2020 Programme under grant agreement n° 638653