O Atlas das Galáxias Peculiares
21 de Junho de 2013

Se é um leitor habitual do Space Scoop provavelmente saberá que o universo é inimaginavelmente vasto (a não ser que tenha uma imaginação muito maior que a minha!). Poderia então ser uma surpresa saber que há menos de 100 anos atrás, as maiores sumidades em astronomia, ainda discutiam sobre se a nossa galáxia era ou não todo o universo! O chamado “Grande Debate” chegou ao fim nos anos 20 do século XX, quando Edwin Hubble provou que a galáxia Andrómeda é uma galáxia separada da nossa.

Desde essa época, descobrimos que existem milhares de milhões de galáxias pairando por aí fora! E cada uma delas é formada por milhões de enormes sois ardentes. Numa multidão tão numerosa estão condenadas a ser umas excentricidades. Em 1966, um astrónomo chamado Halton Arp decidiu catalogar estas raridades e criou o “Atlas das Galáxias Peculiares”. Escolheu-as baseando-se nas suas estranhas aparências, mas mais tarde chegou à conclusão que muitas delas eram de facto galáxias em colisão e a fundirem-se entre si.

Esta impressionante fotografia mostra um par de galáxias do catálogo de Arp. Quando duas galáxias deambulam demasiado próximo uma da outra começam a atrair-se devido à sua gravidade. Isto causa modificações espetaculares em ambos os objetos. Em alguns casos as duas galáxias podem fundir-se; mas em outros elas despedaçam-se! Mesmo debaixo do centro desta imagem, a azul encontra-se a forma retorcida de uma galáxia chamada de “o Pinguim”. O que em tempos foi uma galáxia em espiral perfeita, tem agora este aspeto após “o Pinguim” ter sido esfacelado pela força gravitacional da sua companheira cósmica, que pode ser vista na imagem como uma brilhante oval branca. O par tem uma considerável semelhança com um pinguim a guardar o seu ovo!


Facto curioso

Ninguém teve um impacto tão grande na história, ao revelar a verdadeira extensão do nosso vasto universo, como Edwin Hubble. Não só provou que existiam outras galáxias além da nossa mas também que se estavam a afastar entre si!

This Space Scoop is based on a Press Release from ESA.
ESA

tradução: Paula Furtado (NUCLIO - Núcleo Interactivo de Astronomia)

Imagem
Versão para imprimir
Mais space scoops

Ainda com curiosidade? Aprende mais...

O que é o Space Scoop?

Descobre mais Astronomia

Inspirando uma nova geração de Exploradores Espaciais

Amigos do Space Scoop

Contacta-nos

This website was produced by funding from the European Community's Horizon 2020 Programme under grant agreement n° 638653