Apanhado na Fotografia!
3 de Junho de 2013

Em 1992, foi realizada uma descoberta que mudou a nossa forma de ver o universo: a deteção do primeiro mundo alienígena circulando à volta de uma estrela distante. A existência dos chamados “exoplanetas” tinha já sido sugerida mas não provada. Com esta descoberta em 1992, não havia como negá-lo — a Terra e os seus irmãos e irmãs do nosso sistema solar não estavam sozinhos.

Para ultrapassar este problema, os astrónomos tiveram que ser criativos. Uma das técnicas mais bem sucedidas para identificar exoplanetas é a “velocidade radial”. Este truque inteligente vê se a estrela oscila. A oscilação é causada por um planeta muito pouco brilhante que usa a gravidade para “puxar” a estrela à medida que a orbita.

Em 2008, os astrónomos finalmente conseguiram capturar a mágica fotografia de um planeta distante! Nos cinco anos que se seguiram apenas uma dúzia de planetas foram diretamente fotografados através de uma câmara. Mais precisamente treze, pois o Very Large Telescope acabou de “apanhar” mais um planeta. Nesta imagem, pode ver o planeta como um “borrão” azul a orbitar a sua estrela. Além disso é o exoplaneta mais leve fotografado até agora!


Facto curioso

Existiram muitas “primeiras vezes” desde que começou a caça aos exoplanetas. Em 1992, os astrónomos encontraram o primeiro exoplaneta em órbita em redor de uma estrela como o Sol. Em 2007, foi detetado o primeiro planeta que poderia ter oceanos de água líquida! E orbitando a mesma estrela estava outro planeta que se revelou ser o primeiro mundo além da Terra com potenciais condições para manter vida!

This Space Scoop is based on a Press Release from ESO.
ESO

tradução: Paula Furtado (NUCLIO - Núcleo Interactivo de Astronomia)

Imagem
Versão para imprimir
Mais space scoops

Ainda com curiosidade? Aprende mais...

O que é o Space Scoop?

Descobre mais Astronomia

Inspirando uma nova geração de Exploradores Espaciais

Amigos do Space Scoop

Contacta-nos

This website was produced by funding from the European Community's Horizon 2020 Programme under grant agreement n° 638653