Galáxias jovens e insaciáveis
14 de Março de 2012

Os astrónomos sabem, desde há algum tempo, que as galáxias eram mais pequenas quando o Universo era jovem. Ao longo da vida do Universo as galáxias aumentaram de massa, embora os seus alimentos e hábitos alimentares fossem misteriosos. 

Agora, uma equipa de astrónomos usou um poderoso telescópio chamado VLT (Very Large Telescope) para espiar as galáxias à hora do jantar. A foto mostra, marcadas com cruzes vermelhas, algumas das galáxias observadas pelos astrónomos.

O VLT é um poderoso telescópio que permite recuar no tempo até à época em que as galáxias eram adolescentes. Olhar para trás no tempo soa como algo vindo da ficção científica, mas é realmente muito simples: a luz demora milhares de milhões de anos a chegar desde estas galáxias distantes até à Terra, pelo que observamos actualmente o seu aspecto há milhares de milhões de anos! (Para mais informações, clique aqui

A partir das suas observações, os astrónomos descobriram que, no início da sua adolescência, as galáxias gostavam de petiscar repetidamente, e consumiam gás cósmico. Mas no fim da adolescência queriam uma refeição muito maior, e banqueteavam-se com pequenas galáxias. Basicamente, as galáxias tornam-se insaciáveis à medida que envelhecem, e transformam-se em canibais! 

 

Facto curioso

As galáxias aqui observadas, com o seu apetite devorador, encontram-se atualmente no céu nocturno numa constelação chamada "Cetus", que significa "Monstro do Céu"! 

This Space Scoop is based on a Press Release from ESO.
ESO

Paula Furtado / NUCLIO

Imagem
Versão para imprimir
Mais space scoops

Ainda com curiosidade? Aprende mais...

O que é o Space Scoop?

Descobre mais Astronomia

Inspirando uma nova geração de Exploradores Espaciais

Amigos do Space Scoop

Contacta-nos

This website was produced by funding from the European Community's Horizon 2020 Programme under grant agreement n° 638653