Quando um planeta não é um planeta!
19 de Janeiro de 2012

As palavras nem sempre têm o significado que lhes atribuímos. Quando usamos termos como “doentio” ou “malvado” podemos estar a dar-lhes um sentido diferente do inicialmente esperado.

Tomemos como exemplo, esta nova imagem de um objecto no espaço, ao qual chamamos de nebulosa planetária; actualmente sabemos, que nada tem a ver com planetas!

Uma nebulosa planetária é um objecto que se forma, quando uma estrela como o Sol (a estrela mais próxima de nós) fica sem combustível. Quando isto acontece, a estrela começa a colapsar para o seu interior, perdendo simultaneamente as camadas mais externas de gás, que flutuam no espaço. O gás, cria padrões de rara beleza em torno da estrela original, como podemos observar na imagem.

A parte “nebulosa” do nome, faz sentido pois provém do latim significando nuvem. Mas porquê chamarmos a este objecto de nebulosa planetária? Essencialmente, porque quando estes objectos foram descobertos os astrónomos acharam-nos semelhantes aos planetas Úrano e Neptuno quando vistos através de pequenos telescópios.

Às vezes os nomes podem ser bem traiçoeiros!

Facto curioso

Algumas nebulosas planetárias têm duas nuvens de gás simétricas, uma em cada lado da estrela central. Elas assemelham-se a borboletas no céu.

This Space Scoop is based on a Press Release from ESO.

tradução: Paula Furtado (NUCLIO - Núcleo Interactivo de Astronomia)

Imagem
Versão para imprimir
Mais space scoops

Ainda com curiosidade? Aprende mais...

O que é o Space Scoop?

Descobre mais Astronomia

Inspirando uma nova geração de Exploradores Espaciais

Amigos do Space Scoop

Contacta-nos

This website was produced by funding from the European Community's Horizon 2020 Programme under grant agreement n° 638653